Como é a visita no Marco das 3 Fronteiras?

Na dúvida sobre como é a visita no Marco? O casal Flávio e Geisiele, do blog Viajando na Janela, esteve no lugar mais charmoso de Foz e fez uma matéria especial contando tudo sobre essa experiência. O conteúdo é indispensável para quem vai ao atrativo pela primeira vez ou se deseja ter um novo olhar sobre o passeio. Por isso, recomendamos para você. Confira:

“Muito além do que um ponto onde os países se encontram, o Marco das Três Fronteiras oferece entretenimento para toda a família. Um ambiente agradável, com muita cultura e natureza, além de uma praça de alimentação com diversas opções: tem sorvete, tapioca, açaí, salgados e até chopp artesanal!

Logo na chegada ao Marco das Três Fronteiras, o Centro de Visitantes já chama a atenção: sua fachada é toda inspirada nas construções das Missões Jesuíticas, e abriga a bilheteria, a lojinha de lembranças, o centro de informações turísticas e os banheiros.

São muuuuitas opções de presentes e lembrancinhas: ímãs de geladeira, canecas, chaveiros, camisetas, itens de decoração. Eu, como sempre, fiquei bons minutos por lá na indecisão do que comprar. Acabei comprando mais um ímã fofinho pra nossa coleção.

Ao atravessar a lojinha, chegamos a um enorme pátio a céu aberto, cheio de atrações. De cara, o que mais nos chamou a atenção foi um cantinho muito colorido no complexo: o Labirinto Cultural. O labirinto foi todo grafitado por três artistas – um paraguaio, um argentino e um brasileiro.

Os desenhos são cheios de cores, e chamam muito a atenção pelo jogo de reflexos feitos com espelhos enormes colocados em pontos estratégicos dentro do labirinto. As ilustrações representam a união dos três povos, sua cultura, suas tradições, fauna e flora. Dá vontade de tirar uma foto em cada desenho.

Depois de percorrer o labirinto do Marco das Três Fronteiras, seguimos para o mirante, onde fica a placa com os nomes dos três países e dá pra ver o encontro dos rios Paraná e Iguaçu. Do outro lado dos rios a gente pode observar os obeliscos do Paraguai e da Argentina.

O horário pode fazer toda a diferença na sua visita ao Marco, sabia? Nós chegamos lá por volta das 17 horas. Ainda estava bem vazio e conseguimos fazer as fotos com tranquilidade. Lá pelas 18h30 foi ficando mais movimentado, já que assistir ao pôr do sol no mirante é um dos muitos atrativos do Marco.

Meu conselho é simples: chegue mais cedo, explore cada cantinho com calma, tome um sorvetinho (ou um choppzinho) pra rebater o calor em Foz e assista ao pôr do sol. Se a fome apertar, você pode optar por jantar no Restaurante Cabeza de Vaca ou fazer um lanchinho rápido nos diversos quiosques da Praça Gastronômica”.

E aí, curtiu todas as dicas do casal para aproveitar ainda mais a experiência no Marco? Após a visita, compartilhe com a gente como foi o passeio. Cada visitante tem um olhar único para as #3Fronteiras. Esperamos você!

Acompanhe o Marco das 3 Fronteiras nas redes sociais:
Instagram
Facebook
Twitter
Telegram

Compartilhe com seus amigos:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Como você avalia este conteúdo?

Você também pode gostar ...

O lugar mais charmoso de Foz do Iguaçu está aberto de terça-feira a domingo, das 15 às 21 horas….
A natureza, a emoção do local e as hospedagens são  grandes experiências de viagem, apontam os viajantes As pessoas…
O turismo da cidade de Foz do Iguaçu, a Terra das 3 Fronteiras e do lugar mais charmoso de…
Open chat